A responsabilidade de ser você mesmo

A responsabilidade de ser você mesmo

Ser capaz de encarar os problemas com mais segurança ou conseguir ter mais clareza diante das situações vividas. Ter mais paciência e mais certezas, quem sabe até mais leveza. Experiência seria mesmo sinônimo de mais maturidade? A idade é mesmo fator primordial? Quando, enfim, homens e mulheres amadurecem? “Antigamente, definia a maturidade como a capacidade de perceber e lidar com as diferenças. Hoje, defino-a como aquela capacidade de lidar com as incertezas e o insólito”, sugere o psicólogo e ex-professor da Pontifícia Universidade .

As pessoas pensam que envelhecer é se tornar adulto , o grande passo para conquistá-la,  seria somar experiências com consciência. Uma das bandeiras  é viver o aqui e o agora, estar presente no momento em que algo aconteça, não só no corpo, mas com a mente e o coração. “A vida é felicidade e infelicidade. A vida é dia e noite, a vida é vida e morte. Você precisa estar consciente dos dois”, ensina.
“Todo mundo está envelhecendo, todo mundo ficará velho, mas não necessariamente maduro. A maturidade é um crescimento interior”, diz Osho, líder espiritual indiano.

Vemos por aí pessoas ansiosas e imaturas aos 50 anos, ao mesmo tempo que conhecemos jovens com plena confiança em suas atitudes. O grande segredo é conhecer a si mesmo. E é por meio dos relacionamentos que isso ocorre. Há pessoas que até os 60 anos precisam da aprovação do outro para as suas ações e não têm a consciência de quem realmente são. Reconhecendo que as mulheres atingem a maturidade emocional, geralmente, antes dos homens, um caminho que as difere é a educação afetiva. “Somos educados para não demonstrar sentimentos, isso tanto para o universo feminino quanto o masculino, mas para o homem isso é muito pior. Em uma paquera, por exemplo, ele tem que ir atrás e ela dizer não.”

A consciência de si mesmo,  passa por aí. Quando sei reconhecer meus sentimentos, saber o que me leva a sentir tristezas e alegrias é um caminho para amadurecer,  quando se aprende a ser você mesmo, “aprendo a não me violentar e a respeitar o outro. É a maturidade.”

Deixe um comentário